terça-feira, 18 de setembro de 2007

Sweet Angel

Como um anjo azul,
Sem pétalas e sem pecado
Me tira todo o medo do mundo
Acaba com a solidão no meu eu profundo
Anjo sem asas
Da ironia dos mortais
Me tira todo o medo bobo
E me abraça se sentir que eu vou chorar
Anjo careta das palavras loucas
Me beija com a cara lavada
Entrega na carta a tua alma
E se não fizer sentido
Faça de mim um abrigo
Eu protejo meu anjo
E ele cuida de mim
E que o conto de fadas as avessas
Não tenha nunca um fim...

Um comentário:

RSantos disse...

...contos de fadas contrariam qualquer realidade...
onde todos sempre serão felizes para sempre...